quarta-feira, 31 de março de 2010

Felice confirma permanência no cargo

O prefeito de Uruguaiana, Sanchotene Felice, garantiu em entrevista coletiva hoje (31), ao meio-dia, a intenção em permanecer no cargo até o final de seu mandato, que termina em 2012. A definição era muito aguardada na cidade, pela expectativa do eleitorado local e por possíveis candidatos nas próximas eleições, principalmente na esfera regional. Felice deixou claro que permanece como prefeito e apóia a pré-candidatura da secretária municipal de Assistência Social, a psicóloga Elisabeth Brettas Felice, sua esposa. “Só poderia permanecer como Prefeito, tendo a certeza de que poderia também estar bem representado na Assembléia”, disse, referindo-se que sua esposa era a sua preferência como nome a ser avaliado em convenção partidária para representar Uruguaiana nas próximas eleições, em outubro. Inúmeros funcionários municipais e profissionais de várias áreas profissionais estiveram participando do pronunciamento realizado na sede do PSDB.Com isso, possíveis candidaturas de aliados políticos do Prefeito caem por terra, devido ao pedido do líder tucano local de apoio a pré-candidatura da Secretária de Assistência Social.Ao final do evento, o público aplaudiu efusivamente a definição.

terça-feira, 30 de março de 2010

Do fundo do Baú: Armazém 42 em 2006

Aniversário de primeiro ano de funcionamento do Armazém 42, com show especial da Banda Lado A e inauguração da nova pista de danças da casa noturna mais badalada da Fronteira Oeste. Presença do jornalista Everaldo Jacques e do cinegrafista Waldir Couto.

Mais uma do Guri de Uruguaiana


Depois do estrondoso sucesso do Canto Alegretense na versão Thriller, agora o Guri de Uruguaiana, acompanhado do seu fiel escudeiro, o Licurgo, e dos amigos Rui Biriva e Daniel Torres, encaram o sucesso Help, dos Beatles, em um clipe "loco de especial".

segunda-feira, 29 de março de 2010

Um ponto qualquer no paraíso

O jornalista Everaldo Jacques e o repórter cinematográfico Waldir Couto estiveram em setembro de 2006 na praia de Joaquina em Santa Catarina e trouxeram uma matéria interessante sobre aquele ponto turístico. Acompanhe o trabalho nesta matéria exibida no Canal 20 da Net Uruguaiana.

Homenagem ao mestre


Texto de Armando Nogueira falecido hoje no Rio. Ex-diretor de jornalismo da TV Globo de 1996 a 1990, ele lutava contra um câncer no cérebro desde julho 2007. Nos últimos meses, estava sob os cuidados de uma enfermaria montada em sua residência. No entanto, o quadro se agravou recentemente. Autor de dez livros, Nogueira nasceu em Xapuri, no Acre.
A homenagem deste blog ao jornalista que passa, agora, a mito. Armando Nogueira será sempre lembrado como um dos melhores textos do esporte nacional.

Dez anos em dez minutos

Desde pequenos, aprendemos a admirar algo ou alguém. E dessa admiração surge a paixão e o amor. O sonho de uma criança é sempre mais profundo... A materialização do pensamento em fato é grandioso. Nesse conflito rotineiro da vida de todos nós, de transformar o sonho em realidade, a Escola de Samba Unidos da Ilha do Marduque acostumou-se a superar-se...e a mostrar a todos,que isso é possível. Sentimentos distantes, porém semelhantes.
AMOR e PAIXÃO
Amor é paz. Paixão é conflito.Amor é alegria, paixão é sofrimento.A paixão é cega, o amor aceita o que vê.Amor dá sonhos lindos, paixão não deixa a gente dormir. Amor liberta, paixão escraviza. Amor é aceitação.Paixão é idealização.Somos torcedores, apaixonados pela escola.Independente de tempo, lugar, situações ou pessoas.Ser torcedor é, antes de tudo, acreditar.É ter fé naquilo que imaginamos.É a crença em que tudo pode melhorar.Enfim, em 2001, o primeiro chá.Partiu da vontade de um grupo de amigos em ajudar ainda mais a escola.Um grupo preocupado com o conjunto superou seu ideal, e foi além de uma ala. Ao som do samba “ALUPO, MEU PAI-BARÁ”,“a comissão de frente da Ilha” surpreendeu na avenida, inovando e fazendo jus a nota dez dos jurados e conquistando a admiração do público.Com a venda de ingressos pessoas próximas à escola, a primeira edição do chá contou com cerca de cem pessoas. Somada a renda de rifas, o evento conseguiu fundos para custear duas alas da escola: a comissão de frente e a ala das baianas.Em 2002, a 2ª edição contou com mais fantasias e um público maior foi acompanhar o evento, que reuniu 300 pessoas. Nesse ano, além da ala sob a responsabilidade do grupo, novamente as baianas da escola tiveram uma atenção especial.Sempre contando com a participação da comunidade da Ilha a montagem de um carnaval conta com a união do grupo. Como exemplo, para esse desfile, as fantasias foram confeccionadas na residência do casal Dalmo e Rozália e supervisionadas por Edisnei Collazzo.
A partir de 2003, o evento já esperado pela comunidade ligada a azul e branco cresce ainda mais. Desta vez, comprovando esse crescimento, as dependências do centenário Clube Caixeiral ficam lotadas. Mais de 400 pessoas participam do chá.
Chega 2004. Um ano especial para a Ilha. O período em que se conseguiu a conclusão da obra da sede social, algo que há anos era esperado. O trabalho iniciado nas gestões anteriores foi concluído, tendo a ajuda de vários grupos, alinhando pessoas de diversas camadas sociais da cidade. A prova de que a Ilha, a partir de seu carnaval, reforçada com a tese que era necessária a participação de sua comunidade e com ela a implantação de um trabalho social forte, iniciava o projeto Ilha da Esperança, ainda sem nome, mas com a certeza de que uma semente estava sendo plantada.
Nesse momento, lembramos de Marino Mendes da Silva, um do pilares da escola em sua historia, a pessoa que refletia um pensamento único. O de tornar a escola um reflexo para Uruguaiana.Era a Ilha iniciando o trabalho em torno de um exemplo. Mão de obra voluntária e coletiva do grupo.Sempre acreditando na melhoria e no desenvolvimento de um povo carente.Mas ainda falta uma coisa a escola azul. O título de campeã ainda ecoa distante. Afinal de contas, o último brado gerado pela emoção de um campeonato conquistado ainda era o de 1998.
Em 2005, 2006 e 2007 quase deu. A escola crescia em tudo: conceito, grandiosidade, reconhecimento, apelo popular. Um Projeto Social alinhado a um carnaval de qualidade e garra, geravam ainda questionamentos. A razão, ainda desconhecida suscitava uma reflexão: “Ainda falta algo”. O desejo incontido de ser campeã ainda lateja no semblante dos integrantes da Ilha. Era só questão de tempo.
Em 2008, a grande surpresa. Quando ninguém mais acreditava, após deslizes e tropeços; a garra, força, orgulho, vontade e a superação de todos os integrantes da escola se mostraram decisivas para a conquista de um sonho do tamanho da sensibilidade de uma criança. A mesma criança que um dia quis alcançar sua meta.
Esse sonho chegou em 2008, a conquista do campeonato, já acompanhado de um irmão gêmeo no ano seguinte. Acreditar sempre! Ajudar sempre! Desistir jamais!O bi era real. Consistente e reconhecido. Este ano, novamente com superação a Ilha conseguiu seu vice-campeonato.Dificuldades foram superadas, barreiras transpostas, uma superação atrás da outra.A prova de que caminho sem pedras é para comuns. Somos verdadeiros. Somos idealistas. Somos apaixonados pela escola que leva no seu nome a nomenclatura de sua comunidade. Sempre disposta e pronta para o trabalho.
Um grupo que prova, acima de tudo, estar sempre unido, independente de tempo, lugar ou situações. Um grupo que lembra com carinho, a ausência de nomes que estarão sempre conosco, participando do jeito deles de nossas ações. Marino Mendes da Silva, Mary Barcellos Fanti e Fátima Sommer estão nesse momento aqui, entre nós, testemunhando mais um sucesso do chá que iniciou há dez anos, sempre com o material doado pelos próprios integrantes do grupo, que teima em mostrar, que é possível realizar. Basta para isso, duas palavras que sintetizam esse sentimento pela Ilha. Amor e Paixão.

terça-feira, 23 de março de 2010

Acordeonista Luciano Maia é atração cultural desta semana em Uruguaiana

Depois de um mês repleto de atrações culturais promovidas pelo Arte Sesc, a comunidade de Uruguaiana será brindada, no dia 28, com a apresentação do acordeonista Luciano Maia. Com o espetáculo “Cruzando o Pampa”, o músico, acompanhado por Paulinho Fagundes e Marquinhos Fé, apresentará ritmos regionais gaúchos utilizando elementos da música brasileira e do jazz. O espetáculo inicia às 20h, no Clube Comercial, e o ingressos podem ser adquiridos a R$ 5 (comerciários, estudantes e idosos) e R$ 8 (público em geral).Luciano Maia, instrumentista, compositor e arranjador, é considerado por críticos e músicos um dos mais representativos acordeonistas brasileiros da nova geração . O seu mais recente cd "Cruzando a Pampa"-lançado em 2007-conquistou o prêmio açorianos de melhor disco regional e obteve indicação do jornal Zero Hora como um dos cinco melhores discos de 2007. Outras informações no Sesc local pelo telefone (55) 3412-2482 ou através do site www.sesc-rs.com.br/artesesc.

Programação Páscoa 2010


A secretaria municipal de Indústria, Comércio, Turismo e Trabalho em conjunto com a secretaria municipal de Ação Social e Habitação, promove programação alusiva a Páscoa. Também, estão sendo realizadas na secretaria de Indústria e Comércio inscrições para comerciantes artesanais que fabricam chocolates caseiros para serem comercializados na Feira de Chocolate no Parque Dom Pedro II. Amanhã, quarta-feira, às 18h, abertura da Feira do Chocolate, no Parque D. Pedro II, com apresentação da Fanfarra do Exército. Ainda, nos finais de semana teremos apresentações de bandas de pagode e serviços na área da população. No dia 26/03, colocação da Toca do Coelhinho da Páscoa, na praça Barão do Rio Branco, na avenida Duque de Caxias, esquina com Santana. Domingo, dia 28/03, às 19h, Missa de Ramos, na igreja Catedral de Sant’Ana, com apresentação do Coral de Uruguaiana. Também, Concurso de Chocolate, com certificados para os primeiros lugares. No Domingo de Páscoa, dia 04/04, encerramento da Feira do Chocolate, com show musical e distribuição gratuita de doces.

segunda-feira, 22 de março de 2010

Outono instável

Mostra Quatro vezes Lúcia Murat

O CineSesc apresenta a mostra de filmes da cineasta carioca Lúcia Murat. O longa Doces Poderes abre as sessões nesta terça (23), às 19 horas, no Cinema Sesc na Rua Flores da Cunha, 1984. Até a próxima sexta (26) serão exibidos quatro dos oito filmes da jornalista, que foi presa e torturada durante o regime militar no Brasil.
O filme que abre o CineSesc aborda as relações entre a mídia, o poder político e a visão individual dos profissionais de comunicação. Doces Poderesmostra uma jornalista interpretada por Marisa Orth que chega em Brasília para assumir, durante o período eleitoral, a chefia da sucursal da primeira rede de TV do país. O antigo diretor (Sérgio Mamberti) vai chefiar a campanha de um jovem candidato a governador, apoiado por políticos conservadores. Ocasião em que muitos jornalistas se afastam para fazer campanha política, ganhando salários milionários. Todos os personagens vão se deparar com situações ambíguas e eticamente discutíveis. O elenco ainda conta com Antônio Fagundes e Tuca Andrada.
Na quarta-feira (24), às 19h é a vez de Brava Gente Brasileira que se passa no ano de 1778, no Pantanal, onde um grupo de soldados acompanha um cartógrafo recém-chegado de Portugal para fazer um levantamento topográfico da região. O grupo se encaminha para o Forte Coimbra, que vive em guerra com os índios cavaleiros, os quais os portugueses tentam selar um acordo de paz. Protagonizando o filme estão Diogo Infante, Floriano Peixoto, Luciana Rigueira e Buza Ferraz.
Para a quinta-feira (25), às 19h está programado Quase dois irmãos, que narra uma história nos anos 1970, quando o país vivia sob a ditadura militar. Presos políticos foram levados para a Penitenciária da Ilha Grande, onde se encontravam assaltantes de bancos. O conflito é mostrado entre os presos e o nascimento do Comando Vermelho, que mais tarde passou a dominar o tráfico de drogas no Rio de Janeiro.
No encerramento da programação, na sexta-feira (26), às 19h está Maré, Nossa História de Amor, que aborda a relação entre uma filha e um filho de rivais que chefiam o tráfico de drogas numa comunidade do Rio de Janeiro. O filme é um musical livremente inspirado no romance de William Shekespeare, Romeu e Julieta.

sexta-feira, 19 de março de 2010

Xadrez na Praça

A Prefeitura Municipal de Uruguaiana, através de sua Secretaria Municipal de Esportes e Lazer, juntamente com o Clube de Xadrez Uruguaiana, convidam os enxadristas da cidade para a XII Edição do “XADREZ NA PRAÇA”.O evento acontece neste domingo (21), a partir das 15h, na alameda frente a PMU. Prêmios para os melhores classificados. Também, premiação especial para os estudantes. Inscrições gratuitas, no local. Recomenda-se que os participantes levem material de jogo.

Chuva e vento geram estragos na cidade

video

A chuva que causou transtornos em Uruguaiana a partir do final da noite de ontem deu uma trégua na tarde desta sexta-feira. Rajadas de vento de até 50 km/h, registradas pelo Departamento de Proteção ao Voo do Aeroporto Internacional Rubem Berta, causaram estragos em diversos pontos da cidade. Casas foram destelhadas, árvores quebraram, folhas de zinco voaram, placas de publicidade foram arrancadas e postes de iluminação quebraram. Neste ponto, próximo ao centro da cidade, dois postes foram derrubados pela força do vento, colocando em risco a população que mora nas proximidades, como esta criança que passa ao lado da fiação.Segundo a AES Sul, cerca de 1.600 pessoas ficaram sem luz em decorrência do temporal. Equipes da operadora de energia trabalham na recuperação dos pontos sem luz para restabelecer o fornecimento até o início desta noite.Choveu nas últimas horas em Uruguaiana um total de 115.2 mm. A mínima foi de 20.6º.C.

Da redação, Everaldo Jacques

quarta-feira, 17 de março de 2010

Sem enigmas para Sherlock Holmes

Em uma nova e dinâmica representação dos personagens mais famosos de Arthur Conan Doyle, 'Sherlock Holmes' enviará Holmes e o leal parceiro Watson em sua mais nova aventura. Revelando habilidades de luta tão letais quanto seu lendário intelecto, Holmes irá combater como nunca para derrotar um novo inimigo e desmascarar um plano mortal que pode destruir o país.
Sexta-feira,a partir das 20h30mi, no Cine Rosalina Lisboa.

II Salão Fundarte/Sesc de Arte 10 x 10

Com a intenção de promover e fomentar a produção artística e contemporânea propondo como diferencial deste evento, formatos que não excedam 10 cm de largura, altura e profundidade. O Salão destina-se a reunir trabalhos nacionais de pequeno porte, nas modalidades: desenho, escultura, pintura, fotografia, gravura e objeto.

terça-feira, 16 de março de 2010

Integração na Fronteira


Um grande público acompanhou de perto a noite das campeãs, realizada em Paso de los Libres, no último sábado (13), reunindo escolas de samba de Uruguaiana e as principais comparsas da cidade correntina.
O Carnaval Internacional da Fronteira reuniu Apoteose do Samba e Unidos da Cova da Onça, campeãs do Grupo de Acesso e Principal, respectivamente, da Folia Fora de Época de Uruguaiana e as comparsas Catamarca (Campeã do Grupo B), Zum Zum, Tradicion e Carumbé (Campeã do Grupo A) representando Paso de los Libres.
A motivação do público argentino, após quase dois meses de Carnaval, foi acompanhar a passagem da representação vermelho e branco da campeã Cova da Onça, que levou integrantes de muitas de suas alas e destaques da apresentação vencedora. A idéia dos organizadores foi a de montar um evento que possa no futuro ser aprimorado e proporcionar a integração entre as duas cidades através do Carnaval. O prefeito de Uruguaiana, Sanchotene Felice, acompanhou de perto o desenvolvimento dos desfiles em solo argentino. Felice contribuiu muito para que o desfile acontecesse. “Estarei sempre pronto para auxiliar na integração, principalmente se for no campo cultural”, explicou o Prefeito.
Eduardo Vischi, intendente de Paso de los Libres, recepcionou as delegações brasileiras, agradeceu a participação dos responsáveis pelas escolas de samba, e publicamente, fez questão de cumprimentar a manifestação de empenho da Municipalidade de Uruguaiana para a realização da confraternização carnavalesca. “Queremos que esse seja um início de uma grande forma de integrar nossas comunidades”, disse.
Apesar da temperatura amena, a forma carinhosa de recepção dos librenhos contagiou os uruguaianenses que estiveram até às 4h30min da madrugada de domingo para acompanhar as apresentações.

sábado, 13 de março de 2010

Concurso de fantasias no Clube Comercial

Uma volta nostálgica aos antigos concursos de fantasias é a proposta do primeiro grande evento organizado pela nova diretoria do Clube Comercial. O presidente Nei Ulrich pretende investir os recursos obtidos com a realização do evento na continuidade das obras do salão principal da entidade centenária. "Estamos realizando vários investimentos para que o clube volte a ser um centro de convergência da sociedade uruguaianense e esse evento será a retomada", garante Ulrich.
Diversas obras estão sendo desenvolvidas em um ritmo intenso no clube, mesmo com as dificuldades iniciais de caixa. Os projetos são inúmeros e irão dotar o Comercial de diversas opções, tanto na área social como na cultural. A intenção de Ulrich é proporcionar atividades variadas para que o núcleo de associados distante do clube retorne a participar com mais freqüência do que acontece na entidade. "Com isso, podemos motivar o associado a voltar ao clube e, com o tempo, buscarmos receitas para a manutenção da estrutura. Esse orçamento mensal hoje é deficitário. Queremos com rapidez mudarmos esse quadro", define.
O concurso de fantasias que acontece na próxima sexta-feira (19), no reestruturado salão principal do Clube, reunirá carnavalescos de Uruguaiana e Paso de los Libres, que mostrarão os principais modelos apresentados nos desfiles das duas cidades.
Informações sobre ingressos, mesas e inscrições para o Concurso de Fantasias 2010 podem ser obtidas na secretaria do Clube ou através do telefone 3412-1715.

quinta-feira, 11 de março de 2010

Carnaval: fonte de renda e desenvolvimento

Na essência, o que se vê anualmente em Uruguaiana desde 2005 é o mesmo que se encontra em qualquer cidade brasileira.A cultura em torno da maior festa popular do país se desenvolve com todos os ingredientes importantes para que sua organização seja de sucesso. Entretanto, o que acontece na fronteira oeste do Estado tem um diferencial que a torna única. Um carnaval cheio de participação popular da comunidade uruguaianense alinhado a um gingado totalmente carioca.Essa característica vem proporcionando grandes espetáculos e um faturamento com o turismo que cresce a cada ano.
Hoje à noite começa mais uma festa e a promessa é de muita gente na avenida para acompanhar os desfiles das sete escolas de samba uruguaianenses do grupo principal.
Mas o Carnaval de Uruguaiana é muito mais do que apenas a apresentação de suas escolas. É o exemplo de que conceitos diferentes podem ser agregados para tornar ainda mais forte o perfil em torno do turismo. A cada noite são esperadas mais de trinta mil pessoas na avenida Presidente Vargas para verem de perto o trabalho de bastidores de pessoas como o artesão do isopor que do morro carioca trás sua experiência na confecção de verdadeiras obras de arte.Além de contribuir para o sucesso do Carnaval Fora de Época, ele ainda consegue obter mais uma fonte de renda para engrossar seu orçamento familiar.
Se o trabalho de barracão é importante, a valorização da presença de celebridades também dá um brilho especial ao conceito do Carnaval Fora de Época. Atrizes, modelos, intérpretes e as mais diversas presenças de profissionais do carnaval dos mais diversos pontos do país, dá um charme especial à festa. Uma das presenças confirmadas é a da madrinha de Bateria da Mocidade Independente de Padre Miguel, Thatiana Pagung, atual tamborim de ouro do Carnaval do Rio de Janeiro, prêmio de destaque no quesito. Ela será um dos corpos exuberantes a estar na apresentação da atual campeã. Ela volta a Uruguaiana após desfilar em 2009 pela rival Cova da Onça. A presença da artista serve de motivação para os componentes da escola, inspiração para suas rivais e um charme a mais para as torcidas acompanharem as duas exibições da escola.
O Carnaval de Uruguaiana aposta na participação da sua comunidade, com uma pitada do tempero carioca. Essa fórmula vem fazendo escola Brasil afora, e hoje já um destaque pela beleza, faturamento e apelo popular, transformando-se no maior carnaval fora de época do país.
Desfilam hoje pela avenida Presidente Vargas, a partir das 20h, escolas do Grupo de Acesso, e quatro escolas do Grupo Principal, Imperadores do Sol, Acadêmicos de São Miguel, Bambas da Alegria e a mais tradicional agremiação carnavalesca local, Os Rouxinóis. Ainda há ingressos para as duas primeiras noites, porém para a grande final de sábado, restam poucos lugares. A rede hoteleira de Uruguaiana e da vizinha Paso de los Libres está completa e não há mais reservas para o período. Os vencedores serão conhecidos no domingo à tarde, para que logo em seguida aconteça o desfile das campeãs de um carnaval diferente, mas arrojado e cheio de idéias.

quarta-feira, 10 de março de 2010

Carnaval em dose dupla na fronteira

O encontro entre as escolas de samba e as comparsas campeãs de Uruguaiana e Paso de los Libres foi definido para acontecer neste sábado, no sambódromo da cidade argentina.Um antigo desejo das duas comunidades sai do papel direto para a passarela do samba montada pela Municipalidade Librenha, que conta, inclusive, com um museu do Carnaval, inaugurado este ano, na sua área de dispersão.

A intenção dos organizadores é reunir cerca de dez mil pessoas no evento do próximo final de semana, que tem confirmada a participação das escolas de samba Unidos da Cova da Onça, campeã do grupo principal do Carnaval de Uruguaiana, e da Apoteose do Samba, vencedora no grupo de acesso.

O Carnaval Internacional da Fronteira será aberto às 22h, com a participação da vencedora do Grupo B de Paso de los Libres, a Catamarca. Em seguida, desfilarão Apoteose do Samba; Zum Zum (Paso de los Libres) e Tradição (Paso de los Libres). A grande atração da noite será a participação da escola de samba Unidos da Cova da Onça, que mostrará seu desfile campeão. “Será um prazer participarmos de um evento como esse, reforçando ainda mais o êxito que obtivemos nos desfiles deste ano em Uruguaiana”, disse a presidente da escola, Vera Camargo.

Encerrando a primeira edição do Carnaval Internacional da Fronteira, a campeã do Grupo A de Libres, a também vermelho e branco, Carumbé. “Queremos dar início a realização de um antigo desejo dos carnavalescos das duas cidades”, garantiu o intendente de Paso de los Libres, Eduardo Vischi. Mesma idéia é compartilhada com o prefeito Sanchotene Felice, que garantiu todos os esforços para que a festa se realize com sucesso. “O Carnaval é um bem do povo. Por isso, estaremos sempre ao lado das grandes realizações em favor de nossa população”, referendou Felice.

segunda-feira, 8 de março de 2010

Cova supera Marduque e fica com o título

Com um desfile ecologicamente correto, a escola de samba Unidos da Cova da Onça apresentou o enredo "Guerreiros da Vida, Protetores da Mãe Terra", para vencer o Carnaval de Uruguaiana, superando sua grande rival, a Unidos da Ilha do Marduque, por apenas seis décimos de diferença na contagem final das notas do jurados.

A Cova da Onça volta a vencer o Carnaval Fora de Época de Uruguaiana depois de dois anos sem chegar à conquista. A presidente da Cova da Onça, Vera Camargo, era uma das mais emocionadas.

Grande parcela de participação no título da “vermelho e branco” uruguaianense, coube às duas contratações vindas dos barracões cariocas. A dupla de carnavalescos Marcos Knops, da Beija Flor, e Fernando Genuma, foi responsável pelas apresentações vencedoras nas duas noites de desfiles da campeã.

A fiel torcida da Cova da Onça acompanhou até a última nota a divulgação dos resultados e comemorou intensamente a conquista.A vermelho e branco conquistou o título com 438,5 pontos contra 437.9 da Ilha do Marduque. Caíram para o segundo grupo a Acadêmicos de São Miguel e a Imperadores do Sol. Sobe para a grupo das grandes do Carnaval de Uruguaiana em 2011 a Apoteose do Samba.

domingo, 7 de março de 2010

Cova campeã

Com o enredo 'Guerreiros da Vida, Protetores da Mãe Terra', a Unidos da Cova da Onça conquistou o Carnaval Fora de Época de Uruguaiana, depois de duas conquistas sucessivas da Unidos da Ilha do Marduque em 2008/2009.
O equilíbrio nas apresentações das duas escolas deu o tom da disputa em 2010. Nota a nota, a decisão em torno da campeã só foi conhecida nos últimos quesitos. A pequena margem de diferença (seis décimos) evidenciou ainda mais o crescimento da festa e a paridade das apresentações.

A presidente da escola vermelho e branco, Vera Camargo, estava feliz com a conquista e dividiu o título com a imensa torcida que foi ao local de apuração, na quente tarde deste domingo.
O prefeito Sanchotene Felice ficou satisfeito com a projeção do evento realizado no município e já garantiu a realização do Carnaval Fora de Época em 2011 nos dias 17,18 e 19 de março. Acrescentou que será necessário um projeto ainda maior na área de "marketing" para aprimorar os resultados positivos da festa.
A apuração foi realizada no ponto onde durante as noites de Carnaval estava centralizado o Camarote Oficial. Presidida pelo radialista Cláudio Britto, a apuração foi acompanhada com intensa atenção pelas torcidas de Cova da Onça, Ilha do Marduque, Bambas da Alegria, Rouxinóis e Deu Chucha na Zebra. A cada nota, a euforia tomava conta de parte dos assistentes e retirava a motivação de outra parcela.
Ao final, apenas Cova da Onça e Marduque chegaram com chances. A vermelho e branco conquistou o título com 438,5 pontos contra 437.9 da Ilha do Marduque. Caíram para o segundo grupo a Acadêmicos de São Miguel e a Imperadores do Sol.
Sobe para a grupo das grandes do Carnaval de Uruguaiana em 2011 a Apoteose do Samba.


sexta-feira, 5 de março de 2010

Viviane Araújo de volta

Depois de muitas dúvidas em torno de seu retorno ao Carnaval de Uruguaiana ela chegou com o peso da responsabilidade de ser uma das musas da folia fora de época. Viviane Araújo veio na véspera pronta para mais um ano de festa na fronteira. Apesar da escola de samba Os Rouxinóis enfrentar dificuldades financeiras para realizar o carnaval 2010, a musa verde e branco não pensou sequer em faltar ao desfile."Vim por que gosto do Carnaval de Uruguaiana e já tenho a data reservada todos os anos", disse ela, pouco antes de pisar na passarela do samba.
Viviane Araújo se junta a vários outros nomes do Rio de Janeiro, São Paulo e Porto Alegre que estão pela fronteira para viverem as emoções do carnaval local e, principalmente, dotar Uruguaiana, com suas presenças e experiências, de heranças que venham a criar talentos locais a partir de toda a movimentação em torno do carnaval.

quinta-feira, 4 de março de 2010

Carnaval com promessa de lotação máxima

Noite de samba, homenagens e expectativa

O último ensaio na quadra da bicampeã do Carnaval de Uruguaiana foi recheado de novidades, atrações e surpresas. A apresentação oficial do destaque deste ano da azul e branco na avenida do samba, Thatiana Pagung, madrinha de bateria da Mocidade Independente de Padre Miguel, foi como deveria ter sido. Cheia de emoções, a presença da musa deu mais força e motivação aos componentes, que estão prontos para apresentarem-se na Presidente Vargas na noite de estréia, amanhã.
O evento contou ainda com a participação de diversos integrantes de escolas de samba de Porto Alegre e Rio de Janeiro. Mas a grande surpresa foi a presença do casal de Mestre-Sala e Porta-Bandeira, Ana Paula e Róbson Sensação.

Sem se apresentarem, Ana Paula e Róbson, foram aplaudidos de pé pela comunidade azul e branco, demonstrando na prática, o carinho da torcida da Ilha pelo Carnaval.
Outro casal que mereceu destaque na sua apresentação foi Adilson e Janaína, passistas porto-alegrenses, que deram show, assim como acontecerá na avenida Presidente Vargas.

quarta-feira, 3 de março de 2010

Tathiana Pagung de volta a Uruguaiana

Como um furacão. Ela voltou e promete arrasar quarteirões na sua apresentação pela atual campeã do carnaval de Uruguaiana, a Unidos da Ilha do Marduque. Nome de musa e samba de rainha, a madrinha de bateria da Mocidade Independente de Padre Miguel, Tathiana Pagung retorna a melhor festa carnavalesca fora de época do país após trocar de cor, pois desfilou pela rival vermelha, a Unidos da Cova da Onça, em seu debut pela avenida Presidente Vargas no ano passado.
Este ano foi mais uma vez destaque na Marque de Sapucaí, depois de arrasar em um ensaio sensual na revista Sexy (foto acima).
Hoje à noite, ela estará em carne, osso e alma, na quadra de ensaios da Ilha do Marduque para mostrar, além de sua beleza, muito samba no pé e a resposta para a expectativa em torno de sua presença defendendo as cores da azul e branco do bairro Mascarenhas de Moraes.
Mesas a R$ 100 (fundo) e R$ 200 (pista). Contato 9601-0408, com Maidana.

segunda-feira, 1 de março de 2010

O primeiro terremoto a gente nunca esquece

San Juan, capital da província que leva o mesmo nome, é uma cidade argentina que serve de exemplo para o mundo pelo carisma e pela capacidade de reconstrução de seu povo. Em 1944, um terremoto destruiu por completo esse lugar.
Hoje em dia, San Juan acostumou-se com pequenos abalos sísmicos e preparou-se para enfrentar um tremor de terra, com prédios construídos com estruturas prontas para suportar tragédias naturais como a de um terremoto.
Na madrugada de sábado passado, o mundo voltou suas atenções ao que ocorria no Chile, com um grande terremoto, de 8,8 graus na escala Richter, destruindo a cidade de Concepción. O mesmo abalo foi sentido em diversos pontos do mundo. Muito mais nas proximidades. E novamente San Juan, onde estávamos fazendo a cobertura da Festa Nacional do Sol foi testemunha de um abalo. Os sanjuaninos foram atingidos com 6,8 graus e, nós, surpreendidos pela experiência de vivermos um terremoto de tamanha intensidade.
No momento do "temblor", como dizem os argentinos, estávamos exatamente a frente do palco onde se apresentavam Soledad e los Nocheros, grupo que canta o folclore do vizinho país. Em determinado momento do espetáculo, a surpresa. Tudo sacudia, inclusive a estrutura onde estavam os artistas. Em um primeiro momento não acreditei. Em outro, olhava, incrédulo, a platéia que avisava aos "cantantes" que o palco de movia. A multidão, que até aquele momento só aplaudia, avisou sobre o perigo. E manteve-se imóvel. Esperando passar o momento do tremor, pois já está preparada para casos do gênero.
Em seguida, o show continuou e os aplausos foram ainda mais contagiantes, pois se viveu uma histórica experiência em que o público deu exemplo de como se portar em momentos de extrema instabilidade, os artistas de absorverem o impacto de um tremor em pleno palco e, para nós, de sentirmos o chão tremer sem sabermos exatamente o que estava acontecendo.
Isso tudo em San Juan, aquela mesma cidade que foi destruída por uma tragédia natural que a fez ressurgir e a dar uma resposta positiva a uma manifestação da natureza. A Cordilheira viu. E apladiu a reação. Nós, contagiados, absorvemos a lição e a reproduzimos.
Fica a eterna lembrança da recepção, estada e do exemplo de patriotismo exibido pelos argentinos no grande show de encerramento da Festa Nacional do Sol, que estaremos contando neste espaço e no Canal 20 Onde Uruguaiana Se Vê e na Telediez, junto com Mariela Altamirano, no próximo final de semana.
Da editoria - Everaldo Jacques
Enviado Especial a San Juan a convite da Província de San Juan.